Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

booksmoviesanddreams

booksmoviesanddreams

Livros que morrerão comigo:

"Norte e Sul" de Elizabeth Gaskell
"O monte dos Vendavais" de Emily Bronte
"Jane Eyre" de Charlotte Bronte
"Villette" de Charlotte Bronte
"A inquilina de Wildfell Hall" de Anne Bronte
"Orgulho e Preconceito" de Jane Austen
"Persuasão" de Jane Austen
"A mulher do viajante no tempo" de Audrey Niffenegger
"Em nome da memória" de Ann Brashares
"Charlotte Gray" de Sebastian Faulks
"A casa do destino" de Susana Prieto e Lea Vélez
"De mãos dadas com a perfeição" de Sofia Bragança Buchholz
"Rebecca" de Daphne Du Maurier
"O cavaleiro de Bronze" de Paulina Simons
"Enquanto estiveres aí" de Marc Levy
"O segredo de Sophia" de Susanna Kearsley

Secret life (The story of a child sex offender)

Sandra F., 15.08.11

(Mas será que este homem não pára de me encantar?! Mesmo quando corre o risco de perder o seu lugar de herói romântico e de manchar a sua imagem perfeita?)

 

Secret life (Channel 4) é um filme de 2007 protagonizado por Matthew Macfadyen que interpreta magnificamente o drama de um pedófilo arrependido que aceita o desafio para efectuar um tratamento. Charlie Webb (personagem fictício) usa um elástico azul no pulso, uma forma improvisada de controlo, pois acredita que puxando-o pode afastar os maus pensamentos (ou seja quando se sente sexualmente atraído por meninas ou pensa nelas dessa forma). Ele é um pedófilo condenado e recentemente posto em liberdade e  está determinado a não repetir os seus erros.

 

No entanto, por muito que se esforce (e ele esforça-se; é triste de ver), Charlie vê-se a braços com uma sociedade extremamente preconceituosa que afirma que pedófilos sempre serão pedófilos e a única forma de os parar é prendê-los e deitar fora a chave da cela. No entanto, a Charlie é dada a oportunidade, depois de cumprir a sua sentença, de se regenerar e de encontrar maneiras  para o seu auto-controlo. Nessa luta, ele implanta com êxito técnicas para se manter longe das tentações (evita autocarros vindos de escolas, arranja emprego como jardineiro e até esmurra o nariz de um outro pedófilo que lhe diz onde ele pode encontrar menores dispostas a serem assediados).  Todavia, quando a sua unidade de reabilitação é encerrada o seu porto seguro desaparece.
 
O filme é obviamente muito controverso. No fundo, pretenderam apenas retratar as formas profundas do preconceito nas nossas sociedades. O que o escritor da trama quis focar foi a qualidade e possibilidade de reabilitação destes transgressores e medir a resistência de um homem no esforço para vencer a sua própria corrupção, numa sociedade que ele ainda acredita ser boa, mas que descobre ser dura e que o vê como uma pessoa repugnante.
 
Matthew Macfadyen tem aqui uma actuação muito boa e talentosa apesar de ter considerado que foi uma interpretação muito difícil, especialmente em determinadas cenas. Ele chegou a comparar a batalha de Charlie como "subir uma montanha no escuro".
 
Em 2008, o filme foi nomeado para três prémios (melhor actor - Matthew Macfadyen - nos BAFTA Tv Awards,  Monte Carlo Tv Festival e Royal Television Society). O actor ganhou este último pela sua interpretação.
 
Infelizmente não se consegue arranjar este filme. Vi no youtube. Tem boa qualidade e dura pouco mais de uma hora (em cinco vídeos).

http://www.youtube.com/watch?v=xWgZ-KQ3 M3A (Para ver o filme no youtube). 

Segue o trailer.