Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

booksmoviesanddreams

booksmoviesanddreams

Livros que morrerão comigo:

"Norte e Sul" de Elizabeth Gaskell
"O monte dos Vendavais" de Emily Bronte
"Jane Eyre" de Charlotte Bronte
"Villette" de Charlotte Bronte
"A inquilina de Wildfell Hall" de Anne Bronte
"Orgulho e Preconceito" de Jane Austen
"Persuasão" de Jane Austen
"A mulher do viajante no tempo" de Audrey Niffenegger
"Em nome da memória" de Ann Brashares
"Charlotte Gray" de Sebastian Faulks
"A casa do destino" de Susana Prieto e Lea Vélez
"De mãos dadas com a perfeição" de Sofia Bragança Buchholz
"Rebecca" de Daphne Du Maurier
"O cavaleiro de Bronze" de Paulina Simons
"Enquanto estiveres aí" de Marc Levy
"O segredo de Sophia" de Susanna Kearsley

Spooks (7ª temporada)

Sandra F., 05.10.11

Esta sétima temporada da série mostra no seu primeiro episódio a morte de Adam Carter. Confesso que fiquei chocada! Eu sei que isto é tudo ficção e que tenho já idade suficiente para não me deixar levar por estas coisas. Mas que doeu... doeu! Andei ainda durante uns tempos a acreditar que ele ainda ia aparecer e que a sua morte tinha sido encenada em prol de uma qualquer operação secreta do MI5. De uma coisa tive a certeza, contudo. Spooks nunca seria a mesma sem Adam Carter, mesmo que o tivessem substituído por Lucas North (Richard Armitage, o incomparável Mr Thornton de North and South). Ainda agora me arrepio e verto umas lágrimas a ver este vídeo que mostra a explosão onde Adam morre tentando levar um carro armadilhado do centro de Londres para uma zona onde a explosão não pudesse ferir ninguém. Mostra também as reacções dos seus colegas, incluindo Ros Myers e do seu filho Wes. Algo pode nos alegrar, contudo, no meio desta tragédia ficcional: Adam Carter reuniu-se finalmente com a mulher que realmente amava, Fiona Carter, a esposa morta durante uma missão.

 

                                               Rest in peace, Adam Carter.

 

Well, life goes on!

Lucas North substituí Adam Carter numa equipa destroçada e com sede de vingança pela morte do colega. Lucas tinha sido chefe de secção na Grid antes de Tom Quinn, oito anos atrás. No entanto, durante uma missão, ficou preso numa prisão russa e é libertado agora em troca de um prisioneiro russo detido na Inglaterra. Após isto, Ros Myers é nomeada Chefe de Secção e Lucas substitui-a nas suas antigas funções. 

 

Lucas North é descrito como um dos melhores no seu campo e, depois de oito anos encarcerado e torturado, tenta agora recuperar a sua antiga

destreza e fama. No entanto, como se irá descobrindo ao longo das três temporadas em que participa nesta série, vamos descobrir que muito há para dizer sobre a sua vida, além de que nesta temporada encontra-se ainda muito afectado pelo tempo que passou preso e pelas torturas a que foi exposto.

 

Os fãs da série são unânimes em afirmar que Richard Armitage (Lucas North) foi um dos melhores agentes do MI5 que Spooks teve. É o mais admirado de todos, famoso pelas suas inúmeras tatuagens feitas na prisão russa (das quais a frase "Dum Spiro Spero" traduzida como "While I breathe, I hope" inscrita de um ombro ao outro é a mais famosa) e a sua história pessoal é considerada a mais interessante de entre os três agentes principais da série (Tom Quinn, Adam Carter e ele próprio). Eu confesso-me ainda fã incondicional de Adam Carter. Por muito que aprecie Richard Armitage (que para mim sempre será Mr Thornton), o papel interpretado por Rupert Penry-Jones sempre será o meu favorito.