Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

booksmoviesanddreams

booksmoviesanddreams

Livros que morrerão comigo:

"Norte e Sul" de Elizabeth Gaskell
"O monte dos Vendavais" de Emily Bronte
"Jane Eyre" de Charlotte Bronte
"Villette" de Charlotte Bronte
"A inquilina de Wildfell Hall" de Anne Bronte
"Orgulho e Preconceito" de Jane Austen
"Persuasão" de Jane Austen
"A mulher do viajante no tempo" de Audrey Niffenegger
"Em nome da memória" de Ann Brashares
"Charlotte Gray" de Sebastian Faulks
"A casa do destino" de Susana Prieto e Lea Vélez
"De mãos dadas com a perfeição" de Sofia Bragança Buchholz
"Rebecca" de Daphne Du Maurier
"O cavaleiro de Bronze" de Paulina Simons
"Enquanto estiveres aí" de Marc Levy
"O segredo de Sophia" de Susanna Kearsley

North and South memories

Sandra F., 04.01.12

Uma das cenas mais emblemáticas de North and South.

 

 

"I wish I could tell you, Edith, how lonely I am... how cold and harsh it is here. Everywhere, there's is conflict and... unkindness. I think God has forsaken this place. I believe I have seen hell. It's white...snow white!" 

 Margaret Hale in a letter to her cousin Edith

 

Eu chamo-lhe desencanto...

Sandra F., 03.01.12

Confesso que ando muito cansado, sabe? Mas um cansaço diferente… um cansaço de não querer mais reclamar, de não querer pedir, de não fazer nada, de deixar as coisas acontecerem. Confesso que às vezes me dão umas crises de choro que parecem não parar, um medo e ao mesmo tempo uma certeza de tudo que quero ser, que quero fazer. Confesso que você estava em todos esses meus planos, mas eu sinto que as coisas vão escorrendo entre meus dedos, se derramando, não me pertecendo.Estou realmente cansado. Cansado e cansado de ser mar agitado, de ser tempestade… quero ser mar calmo. Preciso de segurança, de amor, de compreensão, de atenção, de alguém que sente comigo e fale: “Calma, eu estou com você e vou te proteger! Nós vamos ser fortes juntos, juntos, juntos.” Confesso que preciso de sorrisos, abraços, chocolates, bons filmes, paciência e coisas desse tipo. Confesso, confesso, confesso. Confesso que agora só espero você.”


Caio Fernando Abreu.

Retirado do blog Improvement of mind da Samanta Fernandes

 

Something borrowed (2011)

Sandra F., 02.01.12

O primeiro filme do ano e uma boa escolha!

Baseado no livro de Emily Giffin "Something Borrowed", o filme conta-nos a história de Rachel White, uma jovem advogada, acabada de entrar na casa dos trinta, que vive secretamente apaixonada pelo noivo da sua melhor amiga, desde que o conheceu na faculdade e os apresentou. O que ela não sabe é que ele também se apaixonou por ela no início; apenas a deixou ir porque ela levou-o a acreditar que ele não lhe interessava. 

Nas vésperas do casamento de Dex e Darcy, os acontecimentos começam a despoletar-se de forma vertiginosa para Rachel a partir do momento em que, algo ébria e deprimida por ter entrado na casa dos trinta e ainda continuar solteira, ela diz a Dex que teve um fraquinho por ele na faculdade. Ambos se envolvem e, à medida que a data do casamento se aproxima, Rachel vai ter de decidir se quer melindrar uma amizade de anos com Darcy, sua melhor amiga desde a infância, ou se está realmente disposta a perder o grande amor da sua vida. Por outro lado, veremos também o dilema de Dex, dividido entre o amor que sente por Rachel e aquilo que é moralmente correcto perante os seus pais e a própria Darcy.

 

Um filme muito bonito. Já estive com o livro muitas vezes na mão, a perguntar-me se valia a pena comprá-lo ou não. Agora sei que vale a pena! 

 
 Uma das músicas do filme! Linda! Natasha Bedingfield "A little too much". 

Pág. 2/2