Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

booksmoviesanddreams

booksmoviesanddreams

Livros que morrerão comigo:

"Norte e Sul" de Elizabeth Gaskell
"O monte dos Vendavais" de Emily Bronte
"Jane Eyre" de Charlotte Bronte
"Villette" de Charlotte Bronte
"A inquilina de Wildfell Hall" de Anne Bronte
"Orgulho e Preconceito" de Jane Austen
"Persuasão" de Jane Austen
"A mulher do viajante no tempo" de Audrey Niffenegger
"Em nome da memória" de Ann Brashares
"Charlotte Gray" de Sebastian Faulks
"A casa do destino" de Susana Prieto e Lea Vélez
"De mãos dadas com a perfeição" de Sofia Bragança Buchholz
"Rebecca" de Daphne Du Maurier
"O cavaleiro de Bronze" de Paulina Simons
"Enquanto estiveres aí" de Marc Levy
"O segredo de Sophia" de Susanna Kearsley

Spooks (último episódio)

Sandra F., 25.10.11

E lá acabou a fabulosa série Spooks. No ar desde 2002, esta série contou com 10 temporadas e, pelo menos para mim, foi fantástica do princípio ao fim. Deixou muitas tristezas nos fãs e dessas destaco a saída de Tom Quinn, a morte de Adam Carter, de Fiona Carter, de Jo Portman, de Ros Myers e de Lucas North. Neste derradeiro episódio, mais uma morte assombrou a equipa do MI5: Ruth Evershed (Nicola Walker), parte do grupo desde 2003.

 

A cena da sua morte, neste último episódio é muito triste pois é justamente quando ela e Harry finalmente decidem retirar-se do MI5 e viverem juntos, longe daquela vida, é pouco depois desse momento, que  Ruth é morta, tentando proteger Harry. Ainda agoniza durante uns minutos cercada pelo seu amor dos últimos anos e pelos amigos do grupo secreto. Pronto, eu confesso... chorei bastante a ver essa cena. Sempre gostei da Ruth, da sua maneira aparentemente insegura, da sua inteligência, da capacidade para se focar nos assuntos mais complicados quando a sua mente atravessava claramente outras questões, do amor inconditional que dedicava a Harry, da lealdade aos seus amigos, da sensibilidade à flor da pele. Enfim era das minhas preferidas dentro da Grid. 
Quanto ao regresso fugaz de Tom Quinn para este último episódio foi assim como um rebuçado que num instante se dissolve na boca. A participação de Matthew Macfadyen foi mesmo muito pequena (mas significativa e com todo o senso). Penso que, caso não tivessem optado por matar Adam Carter, Ros Myers e Lucas North, os guionistas teriam arranjado maneira de os trazer para este episódio final. Consola-me ter lido alguém mencionar que está na forja um filme 'Spooks' que vai trazer novamente todos estes personagens. Tomara que seja verdade. 
Mesmo depois de uns anos fora do MI5, Tom Quinn will always be Tom Quinn... Sexy; even if some years old.
 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.