Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

booksmoviesanddreams

booksmoviesanddreams

Livros que morrerão comigo:

"Norte e Sul" de Elizabeth Gaskell
"O monte dos Vendavais" de Emily Bronte
"Jane Eyre" de Charlotte Bronte
"Villette" de Charlotte Bronte
"A inquilina de Wildfell Hall" de Anne Bronte
"Orgulho e Preconceito" de Jane Austen
"Persuasão" de Jane Austen
"A mulher do viajante no tempo" de Audrey Niffenegger
"Em nome da memória" de Ann Brashares
"Charlotte Gray" de Sebastian Faulks
"A casa do destino" de Susana Prieto e Lea Vélez
"De mãos dadas com a perfeição" de Sofia Bragança Buchholz
"Rebecca" de Daphne Du Maurier
"O cavaleiro de Bronze" de Paulina Simons
"Enquanto estiveres aí" de Marc Levy
"O segredo de Sophia" de Susanna Kearsley

The Crimson Petal and the White (2011)

Sandra F., 28.10.11

Tive conhecimento desta produção da BBC de quatro espisódios através da Samanta Fernandes do Blog 'Improvement of mind'.  Foi uma agradável surpresa porque gostei muito de ver. A série tem uma estética assim para o Dickensiano.

Baseada no livro de Michael Faber de 2002, esta série contou com a presença de Romola Garai (quando é que levam esta mulher para Hollywood??), Chris O'Dowd, Amanda Hale, Gillian Anderson (horrorosa) e Richard E. Grant. Conta a história de Sugar, uma prostituta da Londres Vitoriana com jeito para a escrita (está a escrever um romance onde descreve a sua própria vida e formas atrozes de matar cruelmente os homens que a usam), introduzida nessa vida degradante pela própria mãe aos treze anos. Torna-se bastante requisitada e afamada na sua 'função' até que conhece William Rackham, o herdeiro de um império de perfumes com uma esposa com problemas mentais. Vem a saber-se mais tarde que ambos têm uma filha de oito anos que 'escondem' porque a mãe, na sua loucura, nem faz ideia da sua existência. 

Durante a sua relação com Sugar, e apesar de também desejar tornar-se escritor, William começa a trabalhar seriamente na empresa e, quando mais confortável na vida, instala Sugar numa casa de modo a tê-la só para si e aproveitar-se dos seus conselhos para lidar com a empresa. Sugar fica cada vez mais ligada a William e, como ela comenta a um dos seus velhos amigos, "ao mundo que vem com ele".

 

Mais tarde, ela vai morar para casa sua como governanta da filha dele e de Agnes, Sophie. Com o tempo, a relação de ambos começa a degradar-se e William passa a tratar Sugar como uma empregada e conselheira, deixando de a procurar como amante. Agnes, por sua vez, torna-se cada vez mais instável, começando a acreditar que Sugar é um anjo que lhe trará a salvação. É por todas estas situações que a história vai levar um rumo inesperado e triste.
 
"Who am I? I am Sugar. I am what you would call a fallen woman. But I assure you I did not fall. I was pushed ..."

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.