Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

booksmoviesanddreams

booksmoviesanddreams

Livros que morrerão comigo:

"Norte e Sul" de Elizabeth Gaskell
"O monte dos Vendavais" de Emily Bronte
"Jane Eyre" de Charlotte Bronte
"Villette" de Charlotte Bronte
"A inquilina de Wildfell Hall" de Anne Bronte
"Orgulho e Preconceito" de Jane Austen
"Persuasão" de Jane Austen
"A mulher do viajante no tempo" de Audrey Niffenegger
"Em nome da memória" de Ann Brashares
"Charlotte Gray" de Sebastian Faulks
"A casa do destino" de Susana Prieto e Lea Vélez
"De mãos dadas com a perfeição" de Sofia Bragança Buchholz
"Rebecca" de Daphne Du Maurier
"O cavaleiro de Bronze" de Paulina Simons
"Enquanto estiveres aí" de Marc Levy
"O segredo de Sophia" de Susanna Kearsley

Mulheres Apaixonadas (2011)

Sandra F., 12.12.12

Baseada nas obras de D.H. Lawrence 'The Rainbow'(1915) e 'Women in Love'(1920), esta adaptação da BBC (2011) de William Ivory, tem nos principais papéis Rosamund Pike (a Jane Bennet de Orgulho e Preconceito (2005)), Rachel Stirling, Rory Kinnear e Joseph Mawle.

 

 

De notar que a primeira obra publicada, The Rainbow, foi legalmente banida no Reino Unido, dado o seu conteúdo polémico e obsceno. Onze anos depois, voltou a ser comercializada, tendo o autor entretanto escrito a sua sequência, Women in love. Esta série conta ainda com a referência a algumas personagens que constam numa outra obra de D.H.Lawrence, The Trespasser (1912). Não é pois de estranhar que a adaptação tenha levado seis anos para ser condensada nos dois episódios de 90 minutos cada.

 

   

 

Ora e porquê tanta azáfama em redor destas histórias? Pois, sexo, nada mais. É que, para a época (início do século XX), falar de libertação sexual, de mulheres emancipadas e livres para namorarem quem quiserem, de sexo fora do casamento e de mulheres com desejo sexual (!!) era considerado quase um sacrilégio e de uma forma negativa pela sociedade em geral.

 

 

A história em si acompanha as vidas de duas irmãs, Ursula Brangwen (Rosamund Pike), escultora, a viver em Londres onde mantém uma vida libertina e ociosa e Gudrun Brangwen (Rachael Stirling), professora, a viver com os pais e a lidar com os seus desejos sexuais e com a necessidade de encontrar um homem que a satisfaça fisicamente. Ambas buscam uma relação, a princípio sem compromissos, com dois melhores amigos: Rupert Birkin (Rory Kinnear), um intelectual, e Gerald Crich (Joseph Mawle), um industrial. Elas só não contam com a estranha relação que envolve estes dois e com a complexidade das suas vidas particulares.

  

 

A obra 'Women in Love' teve uma outra adaptação em filme, em 1967.

 

Não encontrei nenhum trailer desta série. Anexo o video do youtube do primeiro capítulo. E acrescento que vale a pena ver.

 

 

3 comentários

Comentar post