Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

booksmoviesanddreams

booksmoviesanddreams

Livros que morrerão comigo:

"Norte e Sul" de Elizabeth Gaskell
"O monte dos Vendavais" de Emily Bronte
"Jane Eyre" de Charlotte Bronte
"Villette" de Charlotte Bronte
"A inquilina de Wildfell Hall" de Anne Bronte
"Orgulho e Preconceito" de Jane Austen
"Persuasão" de Jane Austen
"A mulher do viajante no tempo" de Audrey Niffenegger
"Em nome da memória" de Ann Brashares
"Charlotte Gray" de Sebastian Faulks
"A casa do destino" de Susana Prieto e Lea Vélez
"De mãos dadas com a perfeição" de Sofia Bragança Buchholz
"Rebecca" de Daphne Du Maurier
"O cavaleiro de Bronze" de Paulina Simons
"Enquanto estiveres aí" de Marc Levy
"O segredo de Sophia" de Susanna Kearsley

Marchlands (2011)

Sandra F., 17.12.12

Não, não é um filme de terror. É apenas uma série que trata um drama ligado ao sobrenatural; mas nada tem de assustador ou que possa levar um bom apreciador de séries britânicas a colocar esta história de lado. Eu gostei muito, apesar de ser suspeita pois aprecio bastante uma boa dose de suspense.

 

 

A série tem cinco episódios de sessenta minutos cada uma. Mas vê-se de uma só assentada, que foi o que eu fiz. O interesse está sempre aceso pois a trama nunca se perde em cenas desnecessárias ou desinteressantes. E não, não há cenas assustadoras, nem quando Alice faz as suas aparições que são no fundo pedidos de ajuda para a sua pobre alma. E apesar de no primeiro episódio ficarmos com a sensação que vai ser mesmo um filme de fantasmas.

 

 

Ora, então a série traz-nos a história de três famílias, a viver em três décadas diferentes (1968, 1987, 2010) mas na mesma casa (Marchlands) em Yorkshire. As três famílias estão ligadas pelo espírito de uma jovem que morreu em circunstâncias misteriosas em 1967.

 

Em 1968, Ruth e Paul Bowen vivem com pais dele, Robert e Evelyn. Seis meses antes,  a sua filha de oito anos, Alice tinha morrido aparentemente num afogamento acidental. No entanto, Ruth está determinada a descobrir a verdade sobre o que aconteceu, acreditando que ainda há algo mais para descobrir e ser explicado. Simultaneamente, lida com a frieza e distância do marido que não consegue olhar para ela sem ver a filha e ainda com o temperamento agreste da sogra. O único que a compreende e que é compreensivo consigo é o sogro, um homem dócil e pacato.
 

Em 1987, Helen e Eddie Maynard vivem com seus dois filhos em Marchlands. Quando descobrem que Amy, a filha mais nova tem uma amiga imaginária estão longe de imaginar as repercussões dessa situação nas suas vidas e na dos filhos. Após uma série de atividades paranormais suspeitas, a situação agrava-se quando Amy culpa Alice, a amiga imaginária, pela morte de um gatinho, levando os pais  a encaminhá-la para exames médicos. Simultaneamente, o filho mais velho começa a sofrer estranhos ataques físicos que esconde dos pais pois estes encontram-se demasiado embrenhados no problema de Amy.
 

Em 2010, Mark Ashburn e a esposa  grávida Nisha Parekh mudam-se para Marchlands. Ao remodelar um dos quartos para o bébé, Nisha descobre a foto de uma menina (Alice) e ainda um mural escondido por baixo da pintura que revela um desenho de uma menina perdida numa floresta. Ao decidir manter o mural e dar o nome de Alice ao bébé, Nisha e o marido vão envolver-se em acontecimentos estranhos que pioram quando surge Ruth, uma idosa contratada para ajudar Nisha com a bébé. Simultaneamente, Mark parece guardar um segredo consigo (ele é natural daquela aldeia) que se prende com uma mulher surda que mora sozinha e isolada numa casa perto de Marchlands.
 

 

Em agosto de 2012, a ITV encomendou mais cinco episódios de uma série do mesmo género mas chamada de Lightfields. Esta passar-se-à em 1944, em tempo de guerra, na Grã-Bretanha, e iniciar-se-à com um incêndio devastador num celeiro de feno, numa casa em Suffolk. A história passa depois para 1976, onde uma mulher chamada Vivien é forçada a confrontar memórias reprimidas da sua infância e relacionadas com os tempos da evacuação. A terceira história passar-se-à nos dias atuais e veremos um marido e mulher assombrados por um espírito inquieto.

 

Para quem gosta do género, recomenda-se... e lembra-se que nada tem a ver com terror.  E é sempre uma boa oportunidade para se reverem bons atores britânicos: Jodie Whittaker, Denis Lawson, Alex Kingston, Anne Reid, Elliot Cowan (sim, o Mr Darcy de Lost in Austen, mais gordinho e carequita... mas sempre sexy!) 

 

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.