Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

booksmoviesanddreams

booksmoviesanddreams

Livros que morrerão comigo:

"Norte e Sul" de Elizabeth Gaskell
"O monte dos Vendavais" de Emily Bronte
"Jane Eyre" de Charlotte Bronte
"Villette" de Charlotte Bronte
"A inquilina de Wildfell Hall" de Anne Bronte
"Orgulho e Preconceito" de Jane Austen
"Persuasão" de Jane Austen
"A mulher do viajante no tempo" de Audrey Niffenegger
"Em nome da memória" de Ann Brashares
"Charlotte Gray" de Sebastian Faulks
"A casa do destino" de Susana Prieto e Lea Vélez
"De mãos dadas com a perfeição" de Sofia Bragança Buchholz
"Rebecca" de Daphne Du Maurier
"O cavaleiro de Bronze" de Paulina Simons
"Enquanto estiveres aí" de Marc Levy
"O segredo de Sophia" de Susanna Kearsley

Calendar Girls (2003)

Sandra F., 01.07.13

A-D-O-R-E-I!!!!!!

 

 

Baseado na história real de um grupo de mulheres que, em 1999, decidiram elaborar um calendário com elas próprias como modelos, semi-nuas, para angariar fundos para ajuda no combate à leucemia. Este filme mostra-nos um grupo de mulheres, residentes numa vila a norte da Inglaterra, que para angariarem fundos para comprar um sofá para a sala de visitas do hospital da localidade, acabam por se envolver num acontecimento com proporções muito superiores aquelas que esperavam.

 

 

A necessidade do sofá surge quando, estando o marido de Annie (Julie Walters) internado por causa de uma leucemia, a sua amiga Chris (Helen Mirren) descobre que o sofá da sala de visitas se encontra velho e muito desconfortável. Elaboram então um plano para venderem alguns calendários com elas e algumas amigas da mesma idade, semi-despidas, e assim conseguirem oferecer o sofá ao hospital. Tendo em consideração que são mulheres de meia-idade, o evento atinge proporções massivas, chegando mesmo a serem convidadas para Hollywwod para divulgarem o acontecimento.

 

 

O filme é muito, muito engraçado. Tem os seus momentos de tristeza mas também cenas absolutamente hilariantes e é, no fundo, uma homenagem às boas amizades que se estabelecem entre mulheres.

 

 

É super-hiper-recomendado, não só pela história, como também pelas interpretações fabulosas de algumas das melhores atrizes (séniores) britânicas da atualidade. Além disso, presenteia-nos com paisagens lindas do campo inglês (Yorkshire) e das suas vilas.

 

 

O filme pode ver-se, na íntegra, no canal Youtube.

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.